VT Science - шаблон joomla Mp3
  mepes@mepes.org.br
  (28) 3536-1151

 

Instalado na Escola Família Agrícola (Efaci), no distrito de Pacotuba, nele será desenvolvido um trabalho de seleção para identificar e produzir as raças que melhor se adaptam à realidade local.

 

Objetivo da ação é fortalecer avicultura caipira no município


Cachoeiro de Itapemirim agora conta com um núcleo de melhoramento genético e reprodução de galinha caipira. Instalado na Escola Família Agrícola (Efaci), no distrito de Pacotuba, nele será desenvolvido um trabalho de seleção para identificar e produzir as raças que melhor se adaptam à realidade local.

Os pintinhos gerados a partir da iniciativa poderão ser adquiridos a baixo custo por famílias interessadas em investir na avicultura, além de contribuir para a formação dos alunos da Efaci, que vão ajudar no manejo do espaço, aprendendo sobre o processo de seleção e multiplicando os saberes adquiridos nas atividades praticadas no trabalho do campo.

O principal objetivo é fortalecer a produção de ovos e carne de galinha caipira no município, que, hoje, já tem lugar de destaque no orçamento das famílias rurais, já que 35% delas criam o animal.

A ação é realizada de forma conjunta, pela Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento (Semag), Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) e Efaci.

“É uma iniciativa que fortalece as famílias do campo, pois vai ajudar a garantir a segurança alimentar e a diversificação da economia rural do município. Cachoeiro já demonstra ter uma vocação para o negócio, já que é uma atividade típica da região. Baseados nisso, prefeitura e Incaper estão trabalhando para trazer mais essa ferramenta para o produtor”, explica o secretário municipal de Agricultura e Abastecimento, José Arcanjo Nunes.
Investimento

A prefeitura de Cachoeiro vem apostando em uma série de ações para desenvolver a cadeia produtiva que gira em torno da criação de galinha caipira, com o fortalecimento de canais de comercialização, assistência técnica, apoio ao transporte de insumos e viagem de estudos para produtores.

“O resultado tem sido o crescimento da produção. Já há até municípios interessados em adquirir os ovos produzidos em Cachoeiro para a alimentação escolar deles”, conta o secretário José Arcanjo.