VT Science - шаблон joomla Mp3

"Na escuridão da noite, até um fósforo aceso faz luz". Essa frase, proferida por Giancarlo Bastianello ilustra bem a filosofia desse Italiano, sócio fundador e primeiro presidente da AES - a famosa Associação dos Amigos do Espírito Santo, a entidade nascida em Pádua (Itália) que foi crucial nos primeiros anos de atividades do MEPES. Sem a firme atuação da AES, dificilmente o MEPES teria sobrevivido.

 

"Tudo começou quando o padre Humberto veio ao Brasil", conta Bastianello "nós ficamos na Itália, eramos um grupo de mais ou menos 10 amigos, que tínhamos estudado juntos", diz.

 

O padre Humberto, ao constatar a difícil situação dos agricultores no Espírito Santo, procurou a ajuda dos seus amigos. Em pouco tempo, estava fundada a associação e os primeiros 11 alunos puderam viajar à Itália.

 

Bastianello conta que a principal atividade da associação  nãe era arrecadar dinheiro, mas oferecer condições, hospedagem aos jovens filhos de agricultores. "Como o inverno no Brasil não é rigoroso, eles chegaram sem roupas para enfrentar os rigores do inverno europeu". No final, todos os 11 brasileiros estavam devidamente agasalhados com pesados casacos de lã.

 

Bastianello estava feliz e satisfeito na comemoração dos 25 anos do MEPES. Ele não perdeu um só evento, participou do seminário interno e estava lá, na celebração final. "me sinto feliz e satisfeito, mas quero que, paralelo ao MEPES, surjam outras iniciativas semelhantes, que ajudem os agricultores a terem uma vida digna no campo. Nel buio della notte enche un fiamifero acesso fa luche. A idéia do MEPES precisa incendiar o Brasil", diz com entusiasmo o italiano Bastianello.